A Beleza como Empoderamento

 

Fê Squariz . São Paulo . 2020

 

          Está na moda falar sobre beleza como uma forma de empoderamento. De fato nós mulheres estamos nos descobrindo belas e interessantes e trabalhar a autoestima é essencial para fortalecer nossa identidade.
          Apesar de possuirmos qualidades inúmeras, sempre somos colocadas a prova por nossa beleza. É como se esta fosse uma porta de entrada para um mundo de visibilidade. Mas será que o sentimento de sermos maravilhosas fisicamente, faz de nós poderosas no sentido que desejamos?
          Queremos amar nosso próprio corpo (estando ele de acordo com um padrão de beleza ou não), mas não abrimos mão de sermos bonitas de alguma forma. Podemos ter diversas demandas e prioridades na vida (estudo, trabalho, projetos, família), contudo temos sempre que estar lindas e impecáveis. Quantos produtos de beleza, roupas, tratamentos estéticos, maquiagem nós, mulheres, majoritariamente, buscamos e ostentamos?
          Vários challenges mostrando como somos bonitas e gostosas (redundância) , mas ainda estamos buscando nos enquadrar em um padrão dominante para sermos aceitas pelo público (talvez masculino)? A beleza ainda é o que nos prende a avaliações e julgamentos, comparações, disputas e nos inserem em um ranking de valor. Julga-se muito nós mulheres por nossa aparência, independente do quanto sejamos incríveis e excepcionais em vários outros aspectos. Como diz Naomi Wolf em seu livro "O Mito da Beleza", conquistamos muitas coisas graças ao feminismo, mas ainda andamos em círculos com relação à beleza. Por que uma mulher tem que ser bonita? Ela não pode simplesmente existir? Será que é esse o nosso mais importante potencial a desenvolver? Buscar estar sempre bela também não é uma forma de servir (mesmo que inconsciente)?

          A beleza em si nunca foi um problema, é subjetiva, múltipla, diversa, e abrange também vários contextos, a pergunta é quando deixaremos de ser objetos de apreciação (vide as fotos de baladas qual o público em destaque) e tornaremos a ser pessoas, exercendo nossa indivídualidade além de "belezas" de consumo. Acredito que só mesmo quando o patriarcado cair. Fica aqui o questionamento.  

Contato

+55 11 9 9100 8067   

+55 11 9 8359 4819

mulheresqueconduzem@gmail.com

@mulheres_que_conduzem

Youtube.com/MulheresqueConduzem

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now